Eu não suporto essa pessoa, e daí?

Não vou com a cara dela! Como ela é metida! Você já se pegou pensando assim de alguém ou já presenciou uma colega inventando mil motivos para justificar suas razões de não gostar de alguém? Esses pensamentos podem trazer sentimentos ruins e, se não forem combatidos, podem tornar a mulher antipática e amarga.

As mulheres que acham que é normal não se dar bem com alguém, ficar incomodada com a presença da pessoa ou não gostar de ouvir a voz da pessoa precisam ficar atentas, pois o sinal de alerta acaba de acender, indicando que existe um problema com você e não com a outra pessoa.

A psicoterapeuta e life coach Eliana Barbosa explica que uma pessoa antipática não aceita a própria realidade, ela não se permite errar, é perfeccionista e não aceita os outros como são. É seu prazer interferir na vida alheia, ditando regras e normas que acredita serem as melhores, julgando e pré-julgando todo mundo. Essa pessoa não aceita perder, não admite opiniões contrárias e tem muita facilidade de se magoar com os outros.

O sexto vídeo da série “Autoconhecimento”, da escritora Cristiane Cardoso, aborda esse assunto. Para ela, pessoas assim precisam avaliar suas atitudes para não se tornarem vítimas dos próprios sentimentos. “O que se passa dentro de uma pessoa geralmente são coisas que ela não gosta de falar ou demonstrar. Geralmente são coisas ruins que ela guarda, como, por exemplo, a mágoa, um sentimento muito comum. Quem diz que evita falar e olhar para ‘a cara’ de determinada pessoa, na verdade tem uma mágoa, nutre dentro de si um sentimento ruim contra aquela pessoa”, esclarece Cristiane.

Como resgatar sua autoestima

A psicoterapeuta explica que a única forma de reconstruir o interior é arrancando tudo o que não presta, mudando suas reações e com isso limpando o seu interior. Assim é possível se tornar uma pessoa mais agradável e menos rancorosa. “Para deixar de ser antipática, a pessoa precisa, em primeiro lugar, resgatar sua autoestima e sua autoconfiança e, assim, em paz consigo mesma, fará as pazes com a vida, desenvolvendo um olhar mais paciente, humilde e compassivo diante das imperfeições dos outros”, ressalta.

Já a escritora Cristiane Cardoso complementa dizendo que, para a mulher ser agradável, ela precisa tirar do seu interior tudo o que tem escondido. “É importante cavar o seu interior e entender o que se passa por dentro. Não ter medo de confrontar os monstrinhos que você guarda dentro de você, como a mágoa, raiva, o ódio, os pensamentos ruins, as ideias erradas sobre as pessoas. Decida se limpar e você se tornará uma pessoa agradável, além de dar espaço para o Espírito Santo morar em você”, conclui.

(*)Fonte.Universal.org

Você gostou? Compartilhe:

Deixe o seu comentário